domingo, 11 de abril de 2010

Nesse Momento

 

Nesse segundo posso dizer tanto sobre nada.
Posso contar meus pensamentos iludidos, soltos, ilusórios e pueris.
Posso falar de vivências, de utopias e projetos.
Posso gritar meus desejos, medos e desespero.
Posso sussurrar meu amor perto daquele rosto desejado.
Nesse segundo posso manifestar labaredas de vida.
Mas mesmo que sinta tanto, sou pó, sou tempo finito.
Sou um nada num cosmos eterno, sou uma gota num Mar Oceano.
E sou único.

Um comentário:

Grói Rail disse...

30 anos e... crisis. ^^
Lido.